24 novembro 2016

Não mais deprimidos


Hoje vivemos numa era de grandes e rápidas transformações. O mundo inteiro tem visto surgirem novas realidades, como a globalização e suas consequências financeiras e sociais, e tem-se sentido impotente para solucionar os problemas delas decorrentes. Essas inquietudes, ansiedades e incertezas têm sido transmitidas às pessoas. A pressão externa exercida pelo ambiente que nos cerca, os sentimentos humanos que se perderam nessa luta pela sobrevivência, nessa corrida desenfreada pelos bens materiais, pelo enriquecimento e pelo status social têm causado sérios danos às pessoas, inclusive aos cristãos. Os homens, em busca de uma aceitação por parte de outros, têm ido contra a própria consciência, fazendo coisas que detestam.

17 novembro 2016

João 17:17



Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.


Está escrito...



"Vi também tronos, e nestes sentaram-se  aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta,nem tampouco a sua imagem, e não receberam  a marca na fronte e na mão; e  viveram e reinaram com Cristo durante mil anos" (Apocalipse 20:4)

15 novembro 2016

Ó Defensor, em Ti nós descansamos.




Hinário Editora Árvore da Vida – 414

1 Ó Defensor, em Ti nós descansamos,
Sozinhos, não há como triunfar;
És nossa força, nossa terna guarda,
Descanso és, Teu Nome força dá.

2 Ó Capitão da Salvação, 
Teu Nome Acima está de todos os demais;
Justiça nossa, firme Fundamento,
És Rei de amor e Príncipe da Paz.

3 Por fé marchar, embora sendo fracos,
Carentes de mais graça desfrutar,
Porém, em nós, ressoa um triunfo;
Descanso és, Teu Nome força dá.

4 Ó Defensor, em Ti nós descansamos:
Teu é o combate, Teu será o louvor,
Quando, reinando em Teu Reino em glória,
Descansaremos sempre em Ti, Senhor


13 novembro 2016

O Nascimento de Jesus...O NOSSO SALVADOR AMADO!

Se o Senhor Jesus não tivesse nascido, o que seria de nós? Com certeza, o nosso destino seria o lago de fogo, pois antes de nascer, Jesus era Deus, porém, estava distante do homem. " No princípio era o verbo, e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus. " (João 1: 1)Mas, por amor , o Deus todo poderoso, se fez carne e veio a nós. " E o verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do pai. "( João 1: 14)Para que o Senhor pudesse nos resgatar, era necessário que Ele viesse como homem. Ele se limitou ao tempo e ao espaço no ventre de uma mulher, mas o que nela foi gerado foi pelo Espírito Santo. Sendo o próprio Deus, sofreu muitas privações, nasceu em uma manjedoura,foi perseguido desde o seu nascimento. Viveu em Nazaré, uma cidade desprezada por todos.Viveu como nós, cada dia, cada fase. Lá passou por todas as etapas do viver humano. Por isso, quando passamos por dificuldades, basta invocarmos o Seu nome e Ele se compadecesse de nós e vem ao nosso socorro. Jesus era um jovem diferente, pois um jovem diferente tem a vida de Deus e Ele era o próprio Deus.O Senhor Jesus precisou passar por dois passos importantes para nos resgatar: Morreu e ressuscitou, tornando-se o Espírito.Passou por todo esse processo, para hoje morar em nós.Agora também nós, temos que fazer a diferença, pois temos o Deus todo poderoso em nosso interior. Essa vida tem que ser vista por todos, e quanto mais espaço dermos para o Senhor, mais o expressaremos e ao nos verem, Deus será visto em nós.Deus sempre amou o homem e anelou sua presença. Certamente o Senhor Se entristeceu ao expulsar Adão e Eva do jardim do Éden, pois ali a comunhão foi interrompida. Isso mostra a necessidade de Deus em estar conosco. A presença Dele não é um benefício unilateral para nós, porque nossa presença também é importante para Ele. Quando temos comunhão face a face com o Senhor, Ele também se alegra e fica satisfeito em Seu coração. Ao buscarmos a comunhão com o Senhor, não devemos ser insensíveis à necessidade Dele, pensando apenas em nós mesmos. O Senhor quer ser amado por nós, pois nos ama com amor eterno. Se andarmos e vivermos no espírito, Deus terá nossa constante presença, e nós teremos a Sua, pois hoje o Senhor é o Espírito que dá vida e pode estar sempre conosco. Aleluia!
 ( Alimento Diário/Árvore da Vida )

Você sabia?



Que o mel era um alimento apreciado em Israel e era usado para dar ânimo e vigor às pessoas cansadas? Em 1 Samuel 14:24-29 lemos que, após lutarem os homens de Israel e estarem exaustos, Jônatas, filho do rei Saul, comeu do mel que estava no chão do bosque, foi revigorado, e seus olhos tornaram a brilhar (vs.25,27).
Conhecedor do valor, da doçura e da importância do mel, o amado de Cântico dos Cânticos elogiou os lábios da amada da seguinte forma: “Os teus lábios, noiva minha, destilam mel!” (4:11). Por apreciar tanto o mel, o salmista comparou as palavras do Senhor ao mel: “Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais que o mel à minha boca” (Salmos 119:103). Assim, vemos que o elogio em Cântico dos Cânticos refere-se às palavras que a amada falava. Suas palavras eram como o mel, animando e fortalecendo os desanimados e enfraquecidos. Suas palavras traziam doçura àqueles que estavam amargurados.
Como cristãos, também devemos almejar que, de nosso lábios, fluam palavras que edifiquem, encorajem, supram, vivifiquem, fortaleçam e transmitam graça às pessoas (Efésios 4:29). Isso, na verdade, será o resultado espontâneo naqueles que buscam o crescimento espiritual e permitem que a palavra de Cristo habite ricamente em seus corações (Colossenses 3:16; Lucas 6:45).
( Jornal Árvore da Vida)



Sweet love is your love for me Jesus.




12 novembro 2016

O Aroma do Nardo


De maneira geral, a experiência dos cristãos é idêntica: logo que são regenerados, seu coração se enche de gratidão a Cristo e passam a testemunhar Dele como seu Salvador. Infelizmente, a experiência da maioria dos cristãos pára nessa etapa, no conhecimento de Jesus como o Salvador. Mas é preciso avançar. Se continuarmos a buscar Cristo, especialmente depois de sermos conduzidos à igreja, pouco a pouco começaremos a perceber que Ele não é somente nosso Salvador, mas é também o nosso Senhor. Se conhecemos o Senhor Jesus apenas como Salvador, isso demonstra que nossa experiência espiritual ainda é superficial, demonstra que ela não avançou desde seu início. Precisamos progredir no conhecimento vivo de nosso Senhor. Se O buscarmos diligentemente, nós O conheceremos cada vez mais e seremos, por isso, mais e mais atraídos por Ele. Cada dia veremos o quanto Ele nos ama, quanta misericórdia tem de nós: concedeu-nos tamanha graça em nossa salvação, fomos ressuscitados juntamente com Ele e com Ele fomos assentados nos lugares celestiais! Que tamanho amor demonstrado por pecadores tão caídos como nós! Por causa do Seu grande amor por nós, somos atraídos pelo Senhor. Quanto mais atraídos, mais nos maravilhamos com o fato de Ele considerar Sua amada alguém como nós. Assim, começamos a anelar por Sua Pessoa, e este anelo nos faz correr após Ele, buscando-O cada vez mais.
(Dong Yu Lan)


Obedecer ao chamado do SENHOR.



Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia.
(Hebreus 11: 8)
➟Quando respondemos ao chamamento do Senhor, confiando em Sua palavra, a fé surge em nós. Conforme prosseguimos em nossas experiências com Deus, nossa fé cresce pouco a pouco. Abraão passou por isso. Deus não lhe disse para onde deveria ir; apenas ordenou que saísse de onde estava. Logo, ele não sabia para onde Deus queria levá-lo, mas ainda assim, obedeceu.
Se Abraão soubesse que a terra para onde se dirigia era habitada por outros povos, contra os quais teria de lutar, possivelmente não teria coragem de sair de Ur dos Caldeus. O fato de ter confiado somente no que Deus tinha lhe falado mostra que começou sua jornada simplesmente andando pela fé. Se naquele momento alguém lhe perguntasse para onde esta a indo, Abraão provavelmente responderia: “Eu também não sei. Deus está me guiando passo a passo”.
(Dong Yu Lan)